Os filtros e a realidade

Cada vez mais estamos diante de pessoas lindas, maravilhosas, cheias de amigos, viagens, bens de luxo e sorrisos no rosto. Isso é o que eu chamo de filtro ideal, aquilo que idealizamos como o perfeito e a "felicidade".

Mas vivemos no real! Sim, o real que está todos os dias presente e é o único no qual você pode fazer algo. Mas quase ninguém gosta do mundo real, pois, ele contém imperfeições bem como os humanos. O real tem dias bons, tem dias ruins. Tem frustração e tem surpresas. Mas queremos o controle daquilo que é impossível se se controlar: a vida! E cada vez mais ficamos mais doentes por querer o perfeito e o controle - duas ilusões viciantes.

Distanciamos de nossa vida real, recusamos nossos potenciais e focamos em nossas limitações, sempre se comparando com os filtros ideais. Aqueles que vem justamente para te lembrar o quanto você ainda é inferior e o quanto você precisa correr atrás de ser uma cópia da coisa. O que aconteceria se as pessoas fossem satisfeitas com sua aparência, suas habilidades e sua vida? Será que teríamos o caos? O que será que aconteceria se ser você mesmo fosse a moda? Lembre-se: sempre haverá algo que vai parecer que você precisa, mas se você não valoriza o que já tem, dificilmente irá valorizar aquilo que conquistar. A escolha é sua, você pode: valorizar o seu real ou achar que não tem nada de bom e viver buscando um algo que só existe no filtro ideal.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo